segunda-feira, 30 de junho de 2014

13º Salão São Paulo de Turismo

O 13º Salão São Paulo de Turismo, em conjunto com o 14º Congresso de Turismo Paulista ocorram entre os dias 25 e 27 de junho, no Espaço de Eventos São Luís, próximo a Avenida Paulista.
O evento foi organizado pela AmiTur, possuiu entrada franca, e contou com stand de alguns municípios e associações paulistas. Já o congresso foi rico e diversificado em palestras de diversos temas, e com a presença de profissionais renomados do turismo, como a deputada Célia Leão.
Abertura Inicial- Imagem retirada da Internet

Além das palestras e dos stands, o evento também contou com a 3ª Exposição dos Artistas Paulistas, que possuía obras de artistas de diversos lugares do Estado de São Paulo.

Abertura- Imagem retirada da Internet
A participação nesse evento permite o conhecimento de novos assuntos e também a troca de informações com outros profissionais do trade. E, além disso, o evento oportuniza o conhecimento de locais que não possuíam tanta visualização.

Entrada do Salão São Paulo de Turismo
É importante ressaltar que é necessária uma maior interação entre os profissionais e pesquisadores do turismo, para que eventos como esse, ganhem uma ampla visualização e tenha maior força de impacto.

E dessa forma será possível obter um resultado mais plausível em um publico maior. Mas de certa forma o Salão São Paulo de Turismo é uma excelente experiência e um ótimo aprendizado.


Deputada Célia Leão




















Site Salão São Paulo de Turismo: http://www.salaospturismo.com.br/
Palestrantes do Congresso: http://www.salaospturismo .com.br/congresso.html

sábado, 28 de junho de 2014

Mascote- ARTHO

Em comemoração ao 1 ano de existência do Blog, hoje lançamos o nosso primeiro mascote.  Ele será chamado de Artho, que é a simplificação do nome A Arte do Turismo e da Hotelaria.
Ar: Arte   T: Turismo   Ho: Hotelaria


O mascote é o mundo com um avião rodando em volta. A escolha desses elementos é pela sua referencia ao turismo, e também ao anseio de viajar o mundo inteiro conhecendo novas culturas e hábitos e agregando mais conhecimento.
Ele foi escolhido para ajudar a ilustrar as postagens e também com o intuito de criar uma figura de referencia ao blog. Além disso, a sigla ATH também começara a ser utilizada, a sigla representa as iniciais do nome do blog.
A partir de agora o Artho estará presente na maioria das publicações e mostrará vários destinos aos leitores.
Rampa de Asa Delta- Joanópolis-SP

Então vamos lá, agora temos mais um integrante na família A Arte do Turismo e da Hotelaria!


Ritmo de Festa! 1 ano de Blog.

Aula de Alimentos e Bebidas- Hospedagem
Há exatamente um ano nascia o Blog A Arte do Turismo e da Hotelaria. Primeiramente ele nasceu com o intuito de ser uma espécie de diário do curso técnico de Hospedagem da ETEC “Prof. Carmine Biagio Tundise”, de Atibaia/SP, e assim foi por alguns meses.
Até que um dia, eu consegui preitear uma vaga de estagiário na Secretária de Turismo, Esportes e Eventos, na Estância Turística de Joanópolis, e a partir disso começo a postar sobre os assuntos que estavam envolvidos no trabalho, assim como visitas, reuniões, eventos, passeios, congressos, feiras e outros temas.
Visita a Campos do Jordão
O Blog começava a prosperar, abordei nessa época todos os assuntos que eram pertinentes ao turismo e a hotelaria. E no começo desse ano (Fevereiro de 2014) ingresso no curso de Bacharel em Turismo, pela Universidade Estadual Paulista-UNESP, Campus de Rosana.
Com o ingresso na universidade, saio da Prefeitura e concluo o curso técnico em Hospedagem, e me mudo da minha cidade natal, Joanópolis/SP, para uma nova vida no município de Rosana/SP, e é nesse momento que o blog passa por algumas alterações e evoluções.
UNESP- TURISMO

No começo da graduação não tinha muito tempo para escrever e postar informações no blog, devido à drástica mudança de hábitos. Porém sentia a necessidade de relatar essa nova etapa, e no dia 15 de Fevereiro, o Blog ganha uma página no Facebook.
Além de ganhar um novo espaço, o blog adquire uma nova configuração, como por exemplo, com a criação de um logotipo, com o intuito de solidificar a marca e atrair novos leitores e seguidores.
O Papel do Turismólgo
Os meses foram passando, eu alimentava o blog e a pagina esporadicamente e vi que o Blog poderia crescer ainda mais e ganhar espaço nas mídias, foi com esse intuito que no mês de abril o Blog ganha duas colunas, uma no Jornal O Registro e outra na Revista Bragantina On Line.
O verdadeiro motivo que me levou a expandir o blog para outras mídias foi fato do desconhecimento que muitas pessoas têm do profissional e a profissão do turismólogo, em virtude disso a primeira coluna teve como titulo “O Papel do Turismólogo”.
Revista Bragantina On Line
Todos os meses são publicados a coluna A Arte do Turismo e da Hotelaria. Após eu ter escrito sobre o papel do turismólogo, comecei a dissertar sobre a profissão, comentado sobre os impactos, campo de atuação, curiosidades e outros temas, sempre com o intuito de passar ao leitor uma versão imparcial dos fatos, objetivando estimular a sede por mais informações.
E como já esperado, o blog explodiu, consegui alcançar varias visualizações na página, e acima de tudo o consentimento da existência do blog e de um grupo de profissionais chamados de Turismólogos.
Hoje utilizo o Blog e a página do Facebook para postar sobre viagens, artigos, curiosidades, novidades e outras coisas. Porém, as postagens de agora se diferem das anteriores, pois nesse momento pauto na formulação de ideias e na preservação desses pensamentos livres, tenho como intuito abordar temas com uma visão diferenciada.
Atualmente o blog possui 66 postagens e mais de 4000 visualizações, já a página do facebook possui cerca de 200 curtir e por semana a suas publicações são visualizadas por cerca de 1100 pessoas. Também temos visualizações e seguidores no Twitter, no Pinterest, no Google e no LinkedIn.  
E, além disso, temos as duas colunas, uma no Jornal o Registro. que engloba todo o Sul de Minas e Região Bragantina, cerca de 16 cidades e com uma tiragem de 12 mil exemplares por mês, e é considerado o maior jornal da região, e outra na revista Bragantina On Line, que engloba toda região bragantina e possui inúmeros leitores de varias localidades do Brasil.
Todo esse crescimento mostra que é possível fazer que seus sonhos se tornem realidade, e que é de um simples ato que grandes coisas acontecem. Pretendo desenvolver ainda mais o blog, esse foi apenas o primeiro ano de evolução, muitos ainda virão e o blog só crescerá e aprimorará as suas postagens.

Gostaria de Agradecer á todos que acompanham o blog e a pagina no facebook, sejam os do começo ou os novos, quero que sejam todos bem vindos.
É por causa de vocês que realizo esse trabalho, e quanto mais leitores e interessados, mais me sinto motivado a pesquisar e oferecer o melhor.
 Obrigado por estar junto nessa caminhada, e vamos seguir em frente!



terça-feira, 24 de junho de 2014

Roteiro de Viagem- Arte São Paulo

Há alguns dias postei sobre os museus e o mercado municipal de São Paulo, e agora vou mostrar de que forma você pode visitar todos esses lugares em um só dia.
Os locais abordados nesse roteiro serão:
- Conjunto Nacional
- Parque Trianon
-Masp
- Mercado Municipal
- Museu de Arte Sacra
- Estação Pinacoteca
- Pinacoteca

Para começar acorde bem cedo para aproveitar melhor o dia!
Painel do Artista Plastico Silvio ALvarez
Podemos começar pelo Conjunto Nacional, que está localizado na Avenida Paulista.
Lá podemos chegar por volta das 8h.  O Conjunto Nacional quase sempre tem alguma exposição bem legal e uma decoração bem criativa, aproveite a oportunidade para tomar o cafezinho da manha, e dar uma passada nas lojas e nas livrarias. 
Mas vamos continuar pois temos ainda muito pela frente!




O Fauno
Ainda na Avenida Paulista temos o Parque Trianon , de frente com o Masp. Recomento estar lá por volta das 9h 30 mim. O Parque é bem diversificado pela fauna, e a sua maior atração é a escultura do Fauno, esculpido por Victor Brecheret, e a Aretuza, de Francisco Lepoldo Silva. Aproveite para fazer uma caminhada e conhecer o espaço.
Já as 10h temos um encontro marcado no Museu de Arte de São Paulo. Ir ao Masp é ter a oportunidade de embarcar em uma grande viagem nas obras de arte e na história,  e agora eles estão com uma exposição incrível do Cândido Portinari.
MASP









Após visitado o Masp, vamos agora para o Mercado Municipal. Podemos chegar lá ao 12h, e assim poder admirar os lindos vitrais e a belíssima arquitetura do espaço. Aproveite para almoçar, e como uma boa viagem tem que ser intensa, recomendo comer o famoso sanduíche de mortadela. 
Mercado Municipal
Bem perto dali temos o Museu de Arte Sacra. Recomendo chegar no museu as 14h, pois assim será possivel ver tudo o que ele tem para oferecer, e te garanto que tem bastante coisa, como por exemplo, o belíssimo e grandioso presépio napolitano do século XVIII.

Depois do Museu de Arte Sacra, podemos chegar na Pinacoteca as 15h, comprar os bilhetes e ir na Estação Pinacoteca, que fica á poucas quadras. Na Estação Pinacoteca sempre tem algumas exposições legais, mas o mais interessante são os quadros da Tarsila do Amaral.
Após visitado a Estação Pinacoteca, podemos chegar ate a Pinacoteca ás 16. Na Pinacoteca tem bastante coisa para ver e aprender, aproveite a visita para tomar um cafezinho no térreo.
Pinacoteca

E por fim o nosso passeio chega ao fim as 18h. Mas garanto que com um roteiro desse você conseguirá aprender muito e conhecer sobre a arte e também sobre as diversas formas de arquitetura existentes em uma unica cidade.
Faça esse roteiro e garanto que será fantástico!




Obs: Opte em realizar esse roteiro em feriados ou domingos, pois assim não terá muita fila e incômodos.
Lembrete: Realizei esse percurso fazendo uso do metrô, pois os locais são próximos e o metrô otimiza o tempo do passeio.
O que levar: Leve uma garrafa de água e uma máquina para fotografar tudo!

Aproveite!
Roteiro Metro:
- Estação Consolação leva até a Avenida Paulista, em especial próximo ao Conjunto Nacional.
- Depois do Conjunto Nacional é possivel ir a pé ao Masp e ao Parque Trianon.
- Depois do Masp, pegue a estação Trianon Masp até a estação Paraíso, depois pegue a Linha Tucuruvi e desça na Estação São Bento. A estação te deixará próximo ao Mercadão Municipal.
- Depois do Mercadão é possivel ir a pé ao Museu de Arte Sacra e a Pinacoteca.
Mapa do Metro SP


Veja as postagens mais antigas e conheça um pouco mais de cada local.



segunda-feira, 23 de junho de 2014

Diário de Viagem- Pinacoteca do Estado de SP

A Pinacoteca do Estado de São Paulo está localizada na Praça da Luz, numero 2. Já a Estação Pinacoteca está localizada no Largo General Osório, nº 66, que abriga o Memorial da Resistência de São Paulo.

Historia
 Segundo o site do museu, a Pinacoteca do Estado é um museu de artes visuais, com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade, pertencente à Secretaria de Estado da Cultura. Fundada em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo, é o museu de arte mais antigo da cidade. Está instalada no antigo edifício do Liceu de Artes e Ofícios, projetado no final do século XIX pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo, que sofreu uma ampla reforma com projeto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha, no final da década de 1990. (SÃO PAULO, 2014)




O acervo original da Pinacoteca foi formado com a transferência, do então Museu do Estado, hoje Museu Paulista da Universidade de São Paulo, de 26 obras de importantes artistas que atuaram na cidade como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Antonio Parreiras e Oscar Pereira da Silva. Atravessou seu primeiro século de atividades acumulando realizações e formou um significativo acervo, hoje com cerca de nove mil obras. Passou por uma marcante transformação assumindo-se, gradativamente, como um museu de arte contemporânea, comprometido com a produção de seu tempo, com destacada presença no cenário artístico do País. 
Santo Estevan, apedrejado pelos judeus
Victor Brecheret










A Pinacoteca realiza cerca de 30 exposições e recebe aproximadamente 500 mil visitantes a cada ano. O primeiro andar recebe as exposições temporárias e o segundo é dedicado a mostra de longa duração de nosso acervo. A área central abriga o Projeto Octógono Arte Contemporânea, e no térreo estão as áreas técnicas, o auditório e a cafeteria. 
Saudades de Nápoles
Proclamação da República








O foco principal de todo trabalho desenvolvido pela Pinacoteca do Estado de São Paulo é aprimorar a qualidade da experiência do público com as artes visuais por meio do estudo, salvaguarda e comunicação de seus acervos, edifícios e memórias; da consolidação e ampliação desses acervos; e do estímulo à produção artística. (SÃO PAULO, 2014)
Estação Pinacoteca

A Visita. O que é a Pinacoteca para mim.
A Pinacoteca é um local onde seus sonhos se tornam realidade, um local propício para soltar a imaginação e deixar que ela voe pela beleza das obras e esculturas, embalada pela riqueza de detalhes, cores e os traços sinuosos de quadros que estiveram presentes somente na nossa memória.
Sem sombra de duvidas, a Pinacoteca proporciona o redescobrir da arte, o renascer do espírito por meio do contado singelo com os grandes nomes da arte brasileira e internacional.
Tudo isso em um só lugar, tão perto de nós, que por muitas vezes pela correria do dia a dia, ou pela falta de oportunidade, passa despercebida e nos reprimimos de nos encontrar nesse ambiente fantástico e inspirador.

Inspirador também pela cortesia e hospitalidade dos colaboradores do museu, que nos atendem com simpatia e um sorriso singelo no rosto, desde o porteiro ao faxineiro, esses são os verdadeiros condutores da viagem da arte.
Ir a Pinacoteca é muito mais do que ir a um museu, ir a pinacoteca é a oportunidade de poder desfrutar de tudo o que foi feito antes da nossa existência, e por meio de um simples olhar, o passado se torna presente e se faz vivo no ambiente, nos envolvendo dessa forma em uma atmosfera cultural e artística.
Criação da Vovó

E o mais interessante é que essa atmosfera está acessível a todos, independente de condição social ou condição física. Esse espaço é democrático, todos tem o direito de usufruir e embarcar em uma viagem junto com a arte, e essa viagem mudará o seu conceito de beleza e de valor a vida.


Acredito que essa deve ser a principal característica desses espaços, o seu papel democrático e a sua abertura a todos os povos. Pois só dessa forma que será possível oferecer a todos o contato puro e singelo com a arte, seja essa arte passada de diversas formas, assim como pela dança, teatro, música, vídeos, quadros, esculturas e outros.


O convite está feito, venha participar dessa viagem!
REFERÊNCIAS
SÃO PAULO, Pinacoteca. Pinacoteca do Estado. Disponível em <http://www.pinacoteca.org.br/pinacoteca-pt/default.aspx> Acesso em: 23 de junho de 2014.
SÃO PAULO, Pinacoteca. Institucional Pinacoteca do Estado de São Paulo. Disponível em <http://www.pinacoteca.org.br/pinacoteca-pt/default.aspx?mn=534&c=1004&s=0&friendly=institucional&video=true> Acesso em: 23 de junho de 2014.
SÃO PAULO, Pinacoteca. Ingressos. Disponível em <http://www.pinacoteca.org.br/pinacoteca-pt/default.aspx?mn=536&c=1040&s=0&friendly=ingressos> Acesso em: 23 de junho de 2014.

Sobre a Pinacoteca:
Terça a domingo das 10h às 17h30 com permanência até as 18h
Às quintas até as 22h.
Grátis às quintas, após às 17h e sábados o dia todo.
Ingresso combinado (Pinacoteca e Estação Pinacoteca): R$ 6,00 e R$ 3,00
Estudantes com carteirinha pagam meia entrada.
Crianças com até 10 anos e idosos maiores de 60 anos não pagam.
Possui bicicletario e estacionamento gratuito.





Sobre a Estação Pinacoteca:
Terça a domingo das 10h às 17h30 com permanência até as 18h
Ingresso combinado (Pinacoteca e Estação Pinacoteca): R$ 6,00 e R$ 3,00
Grátis aos sábados.
Estudantes com carteirinha pagam meia entrada.
Crianças com até 10 anos e idosos maiores de 60 anos não pagam.
Estacionamento conveniado. R$ 10,00 as três primeiras horas.


domingo, 22 de junho de 2014

Diário de Viagem- Mercado Municipal de SP

Mercado Municipal
O Mercado Municipal Paulistano, está localizado na Rua Cantareira, 306, na periferia do Centro, entre a rua 25 de março e o parque D. Pedro II
Abre às 2h30 para feirantes e às 5 horas para o público em geral. Funciona de segunda a sábado até as 16 horas. Fechado aos domingos. Possui estacionamento.
Entrada Lateral
O Mercado Municipal Paulistano (antigo Mercado Central) foi inaugurado em janeiro de 1933. Possui mais de 10 m de pé direito, 275 boxes, colunas, abóbodas e vitrais importados da Alemanha com temas agrícolas e agropecuários. É um importante centro de abastecimento e lazer, com grande variedade de produtos, desde hortifrutigranjeiros até algumas especiarias, que só podem mesmo ser encontradas lá, como infinitas variedades de temperos e especiarias a granel. É o único lugar onde é possível encontrar frutas fora de época. (SÃO PAULO, 2014)
O edifício, em estilo eclético, foi construído entre 1928 e 1933 pelo escritório do renomado arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, sendo o desenho das fachadas de Felisberto Ranzini. (WIKIPÉDIA, 2014)
 O mercadão é rico na diversidade de cores e sabores dos alimentos, e, além disso, é um local de encontro, onde pessoas de diversas regiões do Brasil e do mundo têm a oportunidade de se conhecer.
A variedade de insumos encanta a todos, especialmente com uma arquitetura exuberante privilegiadas com os curiosos e belos vitrais, de vitrais de Conrado Sorgenicht Filho, que mostram vários aspectos da produção e fabricação de alimentos.
Vitrais












                                                                         Uma das coisas mais procuradas no mercadão é o famoso sanduíche de Mortadela, que contem 250g de mortadela fatiada, queijo, tomate e alface. O sanduíche é um dos grandes chamarizes de turistas, o lema do principal bar que oferece o sanduíche é “aqui, o que tem menos é pão”, Bar do Mané.
Ir ao mercadão e não comer esse insumo é a mesma coisa do que ir a Itália e não comer massa!
Por isso, não deixe de conhecer esse cartão postal da cidade de São Paulo, é um passeio incrível pelos sabores e cores do nosso Brasil!
 
Foto Colagem- Silvio Alvarez













REFERÊNCIAS
ESTEVAN, A. 13 delicias do Mercado Municipal de São Paulo. Disponível em <http://viajeaqui.abril.com.br/materias/delicias-do-mercado-municipal-de-sao-paulo> Acesso em: 22 de junho de 2014.
SÃO PAULO, Governo de. Mercado Municipal. Disponível em <http://www.saopaulo.sp.gov.br/conhecasp/turismo_pontos-turisticos_mercado-municipal> Acesso em: 22 de junho de 2014.

WIKIPÉDIA. Mercado Municipal de São Paulo. Disponível em < http://pt.wikipedia.org/wiki/Mercado_Municipal_de_S%C3%A3o_Paulo> Acesso em: 22 de junho de 2014.

Visite:
A Arte de Silvio Alvarez: http://silvioalvarez.blogspot.com.br/

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Diário de Viagem- MASP, Museu de Arte de SP

O Museu de Arte de São Paulo, Assis Chateaubriand, está localizado na Avenida Paulista.
E seu acervo é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) desde 1969, e atualmente possui cerca de 8.000 peças.
Segundo o site do museu, o edifício sede do museu, com 11.000 metros quadrados divididos em 5 pavimentos e com vão livre de 74 metros, é um ícone da cidade de São Paulo. Em 1982 foi tombado pelo CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado e em 2003 pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. 

História
P.M. Bardi e Chateaubriand, na inauguração do MASP. 
Foto: Reprodução MASP 
Fundado em 1947, o MASP foi idealizado por Assis Chateaubriand, empresário e jornalista, e Pietro Maria Bardi, jornalista e crítico de arte italiano. A princípio, instalou-se em quatro andares do prédio dos Diários Associados, império de Chateaubriand formado por 34 jornais, 36 emissoras de rádio, 18 estações de televisão, editora e a revista O Cruzeiro. 
MASP. Foto: Reprodução MASP.
Como São Paulo era na época a grande capital financeira, principalmente devido a circulação do dinheiro das indústrias e do café, decidiu-se que o MASP seria construído nesta cidade. (MASP, 2014)
A nova sede, na próspera Avenida Paulista, foi projetada por Lina Bo Bardi. Foram 12 anos entre projeto e execução. Lina trabalhou sob uma condição imposta pelo doador do terreno à prefeitura de  São Paulo: a vista para o Centro da cidade e para a Serra da Cantareira teria de ser preservada, através do vale da avenida 9 de Julho.

lembranças MASP
Assim nasceram as quatro colunas do atual museu com um vão livre de 74 metros, assim nasceu um dos cartões postais da cidade de São Paulo, foi inaugurado em 1968. Projeto moderno e ousado para a época, abrigava a coleção do museu, já conhecida e respeitada nos muitos países pelos quais passou durante os anos em que o edifício esteve em construção, como França, Itália, Japão, entre outros.

A inauguração do novo prédio contou com a presença da Rainha Elizabeth II da Inglaterra, além das maiores autoridades brasileiras da época e uma grande participação popular em frente ao edifício. (MASP, 2014)

O Museu é riquíssimo em arte, e o publico tem a oportunidade de ver ao vivo as obras de arte que só eram conhecidas pela teve ou por livros e revistas. Essa oportunidade deve ser preservada e passada para as futuras gerações.
Além da oportunidade de conhecer sobre a arte e sua história, o publico tem a oportunidade de conhecer um dos maiores cartões postais de São Paulo e também uma das ruas mais famosas do mundo, a avenida paulista.
A oportunidade é única e acessível, não deixe de ir e preservar a Arte!


REFERÊNCIAS:

MASP. Sobre o MASP, Histórico. Disponível em <http://masp.art.br/masp2010/sobre_masp_historico.php> Acesso em: 20 de junho de 2014

MUSEU DE ARTE DE SÃO PAULO
Toda terça-feira a entrada no MASP é gratuita a todos os visitantes.
Horários:
Segunda-feira: fechado
De terça a domingo: das 10h às 18h (bilheteria aberta até 17h30)
Quinta-feira: das 10h às 20h (bilheteria até 19h30).